Estado pode responder por falta de segurança

Reportagem de Vinícius Dias publicada no jornal Gazeta do Povo em 18/abr/2008:

De acordo com o advogado paranaense Marçal Justen Filho, no caso analisado pelo STF não houve propriamente o reconhecimento do direito de indenização por prejuízos materiais derivados de um crime. “Reconheceu-se o direito à vítima obter o tratamento médico necessário à sua sobrevivência. Ou seja, se a vítima tivesse pedido indenização pelos prejuízos patrimoniais sofridos, o Judiciário ter-lhe-ia negado”, afirma.

Clique aqui para ver matéria completa em formato pdf
Clique aqui para ver matéria completa no site da Gazeta do Povo



Assessora Juliane Erthal de Carvalho - juliane@justen.com.br

Justenfilho.com.br © Todos os direitos reservados a Marçal Justen Filho